Notícias

Estudo inédito detecta anticorpos em 5%

De 520 amostras de sangue coletadas em 6 distritos de SP, 27 apresentaram defesa contra o vírus; pesquisa indica subnotificação de 91,6%Pesquisa inédita nos seis distritos com maior incidência de covid-19 na cidade de São Paulo mostra que até o início desta semana 5,19% dos moradores dessas localidades desenvolveram anticorpos ao vírus. O levantamento aponta também que 91,6% dos casos de infecção estão fora das estatísticas oficiais.O estudo, comandado por cientistas da Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Federal de São Paulo (Uni- fesp) com apoio do Instituto Semeia e participação de profissionais do Laboratório Fleury e Ibope Inteligência, fez exames sorológicos em 520 pessoas com mais de 18 anos nesses seis distritos. E 27 apresentaram anticorpos. Estudos com testes so- rológicos são importantes porque ajudam a avaliar se uma determinada população está próxima ou distante da chamada “imunidade de rebanho” - momento em que o vírus passa a ter poucas rotas de contágio, pois a maioria das pessoas apresenta anticorpos por já ter sido contaminada. Com isso, autoridades planej am com mais precisão estratégias de flexibilização das medidas restritivas.Na quarta, o governo do Rio Grande do Sul divulgou os resultados de estudo segundo o qual apenas 0,2% dos gaúchos já foram contaminados com o novo coronavírus. O levantamento, coordenado pela Universidade Federal de Pelotas, também estimou alta subnotificação: have- ria nove

ABIMED estabelece canal de comunicação com o Itamaraty para favorecer trânsito internacional de técnicos e engenheiros das associadas

De acordo com circular da Associação n.º 149/2020, enviada na semana passada, a ABIMED estabeleceu canal de comunicação direto com o Ministério das Relações Exteriores (MRE) para que sejam lev

Instituto Ética Saúde defende, mais do que nunca por conta do Coronavírus, condutas éticas e pede participação vigilante da sociedade

Canal de denúncias sigiloso está disponível para que qualquer pessoa possa delatar abusos e fraudes nos sistemas de saúde, tanto público quanto privado, durante a pandemia O Instituto Ética Saúde (IES) – que congrega a indústria de produtos médico-hospitalares, os hospitais, laboratórios, entidades médicas e planos de saúde, com o apoio de órgão reguladores do governo – conclama toda a s
Onda de confisco de equipamentos põe em risco segurança hospitalar ABIMED

Onda de confisco de equipamentos põe em risco segurança hospitalar

Fernando Silveira Fº, Presidente Execuivo da ABIMED, dá entrevista para Folha de São Paulo, sobre confisco de equipamentos para saúde.Segundo Silveira, a aleatoriedade nessas requisições por estados e municípios pode potencializar o cenário de falta de equipamentos, à medida que gera "assimetrias no abastecimento." Medidas judiciais e administrativas em vários estados comprometem o planejamento de hospitais, laboratórios e da indústria farmacêutica na distribuição de equipamentos de proteção individual (EPIs) a profissionais de saúde em plena pandemia de coronavírus.Em alguns casos, até decisões da Justiça do Trabalho determinaram fornecimento de proteção a funcionários como porteiros. A falta de critérios levou onze entidades da área médica a pedir a intervenção do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça.Ação Direta de Inconstitucionalidade foi encaminhada pelo grupo ao STF para haver uma normatização que delimite as circunstâncias desse tipo de confisco. Pela Adin, atos administrativos seriam limitados e ocorreriam sob a coordenação do Ministério da Saúde.Estados evitam dar prazo de quanto tempo vão durar seus insumos e tentam adquirir ou até alugar respiradores para evitar o colapso de seus sistemas.Medidas judiciais e administrativas em vários estados vêm comprometendo o planejamento de hospitais, laboratórios e da indústria farmacêutica na distribuição de equipamentos de proteção individual (EPIs) a seus profissionais de saúde e funcionários.Em alguns casos, até decisões da Justiça do Trabalho, com base em ações coletivas, chegaram a determinar o fornecimento de materiais de proteção a outros profissionais fora da área da saúde, como funcionários de edifícios, porteiros e seguranças em prazos de 24 horas ou 48 horas, sob pena de multas.A falta de critérios definidos que autorizem esses e outros tipos de confisco —na maior parte amparados por decretos estaduais ou municipais— levou 11 entidades da área médica a pedirem intervenção do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça.De acordo com a reclamação encaminhada ao STF e ao CNJ, o número de profissionais de saúde afetados pela Covid-19 em procedimentos hospitalares tem aumentado rapidamente, assim como a escassez de equipamentos de proteção.As entidades encaminharam também uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) ao Supremo Tribunal Fed
ABIMED conquista participação na Câmara Brasileira da Indústria 4.0 ABIMED

ABIMED conquista participação na Câmara Brasileira da Indústria 4.0

Esta semana, a ABIMED (Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde) teve aprovada sua participação na Câmara Brasileira da Indústria 4.0, pelo Conselho Superior da Câmara.Iniciativa do Governo Federal, com apoio do setor privado, a Câmara Brasileira da Indústria 4.0 integra diversas políticas públicas e conta com fomento financeiro para promover aç
Página 0 de 307)

Desenvolvido por MakeIT Informática