Notícias

Evento discute regulação de teste laboratorial portátil

O uso de testes laboratoriais portáteis em serviços de saúde, utilizados para diagnosticar ou monitorar doenças, foi o tema central da edição do Diálogo Setorial da quinta-feira (dia 01 de agosto). O principal objetivo do evento, realizado no auditório da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em Brasília (DF), foi obter informações, críticas e sugestões sobre a revisão regulatória relativa à utilização desses testes, identificados pela sigla TLPs — do inglês point-of-care testing (POCT), em serviços farmacêuticos e laboratórios c

Teste portátil para a quimioterapia

Uma das principais dificuldades enfrentadas no tratamento de câncer é saber se os remédios quimioterápicos estão fazendo efeito, matando as células tumorais e preservando as saudáveis. Pesquisadores da Universidade de Rutgers, nos Estados Unidos, trabalham no desenvolvimento de um dispositivo que poderá ajudar médicos e pacientes nesse sentido. Baseada em inteligência artificial, a solução tecnológica foi apresentada recentemente na revista Microsystems & Nanoengineering.O dispositivo portátil é capaz de fornecer resultados imediatos e ajudar em análises moleculares adicionais. Para os criadores, ele permitirá intervenções personalizadas, além de melhora no gerenciamento e na detecção de cânceres. “Nós vislumbramos usá-lo como uma ferramenta de diagnóstico de pronto atendimento para avaliar a resposta do paciente”, explica Mehdi Javanmard, um dos autores do estudo e professor-assistente no Departamento de Engenharia Elétrica e Computação na universidade norte-americana.A equipe criou o dispositivo para auxiliar o colega Joseph Bertino, pesquisador residente do Instituto de Câncer e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Rutgers. Bertino dedica-se a uma terapia para maximizar a eficácia da quimioterapia e minimizar danos colaterais.“Ele me perguntou se poderíamos desenvolver uma tecnologia que pudesse avaliar rapidamente se os pacientes responderiam positivamente a essa terapia”, conta Mehdi Javanmard. “Nossa tecnologia combina inteligência artificial e sofisticados biossensores que lidam com pequenas quantidades de fluidos para ver se as células cancerosas são sensíveis ou re
ABIMED E FIESP PROMOVEM SEMINÁRIO OPERADOR ECONÔMICO AUTORIZADO ABIMED

ABIMED E FIESP PROMOVEM SEMINÁRIO OPERADOR ECONÔMICO AUTORIZADO

Aconteceu ontem, no auditório da FIESP, em São Paulo, o Seminário Operador Econômico Autorizado (OEA), com as presenças de representantes da Receita Federal do Brasil e da Anvisa. Uma iniciativa da ABIMED que conta com apoio da FIESP/ComSaúde e ABIMO.Elaine Cristina da Costa, analista tributária da Receita Federal do Brasil, deu início ao Seminário contando um pouco sobre o histórico do OEA e as medidas da Receita Federal para aprimorar o processo da certificação, tornando-o mais abrangente incluindo empresas menores. Segundo Elaine, um dos objetivos da certificação, não é multar as empresas e sim verificar se seus processos são robustos.Elaine afirma que a implementação do OEA pelas empresas deve ser iniciada na alta administração. “Trata-se de uma questão cultural, que exige das empresas um trabalho contínuo e consistente para mudar a organização. O investimento realizado nos processos tem retorno financeiro enorme para empresas, que terão reduções significativas no período de armazenamento”. Para conseguir a certificação, é necessário apresentar evidências e ter p
ABIMED na 6ª Reunião da Coalizão Interamericana de Ética  ABIMED

ABIMED na 6ª Reunião da Coalizão Interamericana de Ética

ABIMED, representada por Davi Uemoto, Coordenador de Compliance da Associação, participou da 6ª Reunião da Coalizão Interamericana de Ética no setor de dispositivos médicos. A Coalizão congrega associações de diversos países latino-americanos. Durante o evento, que aconteceu na Argentina, Buenos Aires, foram abordados os avanços com relação à implementação e harmonização dos Códigos de Conduta.Uemoto destaca as iniciativas de alguns países. "A Colômbia, por exemplo, implem

Painel S/A: Bravata

Bravata A ideia do ministro Osmar Terra (Cidadania) de fechar a Anvisa em retaliação ao recente debate sobre canabis medicinal chocou representantes de setores regulados pelo órgão, mas é tratada como algo inexequível. Difícil Acabar com a Anvisa, que hoje regula mais de 20% do PIB brasileiro, segundo estimativas do setor de
Página 0 de 295)

Desenvolvido por MakeIT Informática