Notícias

Interfarma se queixa de limites no acesso ao SUS

Dos 265 pedidos de incorporação de novos medicamentos ao Sistema Único de Saúde (SUS) recebidos nos últimos três anos, o governo federal avaliou apenas 199, de acordo com levantamento da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), que reúne 56 laboratórios multinacionais que atuam no país. E, do total avaliado, mais da metade, ou 56,3%, foi rejeitada.""Quando um medicamento tem sua incorporação rejeitada, o governo 'fecha a porta' do acesso à popula&ccedi

Berzoini investimento em saúde, habitação e educação dependerá da arrecadação

O ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, disse nesta terça (8) que, diante da previsão de orçamento deficitária, os investimentos em áreas como saúde, educação e habitação em 2016 dependerão da arrecadação e podem sofrer impactos com a perda de receitas. Entre os programas atingidos, estão o Minha Casa, Minha Vida, que tem o lançamento da terceira fase marcado para esta semana.“Na parte de investimento, será importante olharmos de acordo com a arrecadação e com o que está programado de investimentos. Os programas da área de investimentos físicos, que envolvem educação, saúde e habitação são programas que evidentemente não podem ser feitos sem o alinhamento total com a programação orçamentária”, disse o ministro, após ressaltar que programas sociais como o Bolsa Fam&ia

Hospitais com selo de qualidade vão receber valor maior de planos de saúde

A partir de janeiro do ano que vem, a qualidade do atendimento prestado por hospitais, clínicas e laboratórios servirá de critério para o reajuste pago pelas operadoras de sa&

OMS: Mortalidade infantil no mundo caiu mais da metade em 25 anos

A mortalidade infantil no mundo caiu mais da metade nos últimos 25 anos, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Os números mostram que as mortes de crianças menores de 5 anos caíram de 12,7 milhões em 1990 para 5,9 milhões em 2015. Esta é a primeira vez que o índice fica abaixo de 6 milhões.O relatório Níveis e tendências da mortalidade infantil 2015 informa que cerca de um terço dos países – 62 no total – conseguiram reduzir o índice em dois terços, enq

Para apressar cirurgia no SUS, pacientes pagam por exames em clínicas populares

Em fevereiro do ano passado, a dona de casa Aglaiz Lopes, 42, sentiu uma estranha dor no peito e o braço adormecer. Imaginou que aquilo não era um bom sinal e decidiu procurar um cardiologista.Dona Aglaiz não tem plano de saúde particular, então procurou atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade de Mauá, no ABC paulista. Foi atendida por um clínico geral, que solicitou a realização de dois exames: um ecocardiograma e um exame de holter (que monitora os batimentos cardíacos).Passaram-se um ano e quatro meses desde aquele dia até a data em que dona Aglaiz recebeu os resultados dos exames. Ela só conseguiu retornar ao clínico no mês passado, e recebeu uma nova tarefa: agendar um teste ergométrico.""Continuo sentindo aquelas dores e não sei nada sobre elas até agora. Se fosse algo muito complicado, eu já teria morrido e sem saber o motivo"", afirma.Para escapar de situações como a da dona Aglaiz, pacientes têm optado por clínicas particulares que oferecem preços populares. Muitas vezes, a estratégia é a de pagar pelos exames para conseguir entrar o mais rápido possível na fi
Página 0 de 324)

Desenvolvido por MakeIT Informática