Notícias

Implante protege do HIV por até um ano

Um implante do tamanho de um palito de fósforo poderá melhorar consideravelmente as estratégias preventivas contra o vírus HIV. O dispositivo tem como base a molécula MK-8591, que é aproximadamente 10 vezes mais forte como um inibidor de HIV do que os medicamentos disponíveis no mercado. Além disso, segundo os criadores, tem uma barreira muito alta contra a resistência.“Ele libera lentamente a droga e mantém um nível muito consistente da substância no corpo. Isso pode realmente impedir que a pessoa seja infectada”, disse à agência France-Presse de Notícias (AFP) Mike Robertson, diretor de desenvolvimento clínico global para virologia da MSD. Detalhes sobre o dispositivo foram apresentados, ontem, na 10ª Conferência

Hospital na era high-tech

Apresentados na Hospitalar, maior feira do gênero da América Latina e realizada há pouco em São Paulo, dispositivos e programas de computador agilizam o diagnóstico e o tratamento nas mais diversas circunstânciasBEBÊS EXAMINADOS NA BARRIGAA Siemens inventou um programa de computador capaz de identificar doenças cromossômicas como as síndromes de Dow
Realidade virtual já é usada até na recuperação de pacientes ABIMED

Realidade virtual já é usada até na recuperação de pacientes

Períodos de internação são estressantes e entediantes, sobretudo para crianças. Longe dos amigos e da escola, presas num ambiente monocromático, elas têm poucas opções para passar o tempo e se alegrarem. Pensando nisso, o produtor Freddy Zular resolveu levar sua experiência de mais de uma década na indústria de simuladores para o ambiente hospitalar. Há duas semanas, deu início ao projeto Smile VR , que usa óculos de realidade virtual para entreter jovens pacientes .— A ideia segue a linha de palhaços, músicos e artistas que levam alegria para os hospitais — conta Zular. — A diferença é que, com a realidade virtual, a gente consegue transportar aquelas crianças, virtualmente, para fora do ambiente hospitalar.BBB em casa: Biometria facial, drones, portarias remotas e entradas liberadas por QR CodeO projeto ainda está no início, de caráter voluntário no Hospital Sabará, em São Paulo. Uma vez por semana, Zular e sua equipe levam um óculos Gear VR, da Samsung, com um celular recheado de vídeos em 360 graus que transportam virtualmente as crianças para passeios em parques de diversões, mundos de din
Setor de Dispositivos Médicos desacelera no primeiro trimestre ABIMED

Setor de Dispositivos Médicos desacelera no primeiro trimestre

O Boletim Econômico da Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde – ABIIS – revela que o setor de Dispositivos Médicos cresceu 0,5% no primeiro trimestre de 2019, comparado a igual período do ano passado. O número positivo é resultado, principalmente, da produção doméstica, que teve alta de 9,9%. Já as importações recuaram 5,7%, com um total de US$ 1,3 bilhão em negócios. No acumulado de 12 meses, o setor apresenta alta de 14,2% nas importações e 7,9% nas exportações.“Apesar da desaceleração no crescimento, os resultados são satisfatórios, diante da realidade econômica do país e queda acumulada de 0,7% na produção industrial brasileira, nos três primeiros meses do ano, comparado com o quarto trim

Como lidar com as inovações setoriais no âmbito regulatório será um dos temas debatidos no FILIS 2019

Sob o macrotema "Medicina Diagnóstica: mais valor para um sistema de saúde em transformação", evento acontecerá dia 30 de agosto, em São PauloA inovação é uma temática imprescindível a um setor como o de saúde, que está todos os dias em busca de melhorias, tanto para garantir a total segurança dos pacientes quanto para prover uma gestão mais eficiente e sua sustentabilidade.É nesse segmento que os avanços tecnológicos acontecem cada vez mais rapidamente. Na edição de 2018 um dos painéis do Fórum Internacional de Lideranças em Saúde (FILIS), evento promovido pela ABRAMED (Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica), mostrou diversas inovações em medicina diagnóstica e seus benefícios, tanto para os pacientes quanto para os profissionais da saúde.Essas tecnologias já são realidade e instigam, cada vez mais, a mudança no perfil de atuação dos profissionais. Mas será que essas inovações chegam na maior velocidade possível – e necessária – ou ainda esbarram em barreiras regulatórias? Como as empresas do setor estão lidando com esse viés?É isso que o painel "Órgãos regulatórios: como lidar com as inovações setoriais" abordará na quarta edição do evento, que acon
Página 5 de 293)

Desenvolvido por MakeIT Informática