Notícias

Painel S/A: Bravata

Bravata A ideia do ministro Osmar Terra (Cidadania) de fechar a Anvisa em retaliação ao recente debate sobre canabis medicinal chocou representantes de setores regulados pelo órgão, mas é tratada como algo inexequível. 

Difícil Acabar com a Anvisa, que hoje regula mais de 20% do PIB brasileiro, segundo estimativas do setor de saúde, seria difícil porque não há órgãos equipados para realizar algumas das tarefas que hoje cabem à vigilância sanitária.

Faz-tudo Além de remédios, próteses e agrotóxicos, a Anvisa atua no controle de fronteiras, regulação de cosméticos, tabaco e hemocentros. Em 2018, aprovou 827 medicamentos, analisou 911 novos alimentos e emitiu mais de 823 mil certificados internacionais de vacinação, segundo dados da própria agência.

Surdina O que incomoda setores regulados é uma outra iniciativa, mais silenciosa, de avançar sobre os poderes da Anvisa. Ao menos dois projetos de lei da atual legislatura são vistos como tentativa de restringir a atuação do órgão.

Fantasma Um deles foi apresentado pelo deputado General Peternelli (PSL-SP) e outro é de Hiran Gonçalves (PP-RR). Ambos têm como objetivo simplificar a aprovação de medicamentos queimando etapas da reguladora.

Silêncio Procurada, a agência preferiu não se manifestar.
Link: Clique aqui para ler esta notícia direto da fonte

Desenvolvido por MakeIT Informática