Notícias

Anvisa tem fila de mil vistorias em fábricas

MARIA CRISTINA FRIAS - cristina.frias@uol.com.br

A Anvisa tem hoje uma lista de cerca de mil vistorias para realizar em fábricas no exterior. As empresas aguardam aprovação para enviar seus produtos médicos e hospitalares ao mercado brasileiro.

O atraso se intensificou após a entrada em vigor, há quase dois anos, de uma resolução que determinava que as plantas de empresas com contratos de exportação de seus produtos ao Brasil passassem a necessitar de um certificado de boas práticas de fabricação.

Durante a inspeção, a Anvisa verifica procedimentos de produção como testes de controle de qualidade.

Na fila estão materiais e equipamentos, como próteses, luvas cirúrgicas, máquinas tecnológicas, seringas, e outros, segundo a agência.

""Não é só questão burocrática. Podemos evitar que produtos de qualidade duvidosa entrem no mercado"", diz Bruno Rios, executivo da Anvisa.

A agência tem estudado meios para reduzir o atraso, como métodos para otimizar as visitas, reconhecer aprovações de agências estrangeiras e capacitar funcionários.

Na próxima semana, a Abimed (associação que reúne a indústria) vai participar de evento em Cingapura, em que pretende oferecer sugestões como o credenciamento de terceiros para realizarem as inspeções, segundo Carlos Goulart, da Abimed.

A demora pode superar três anos em alguns casos, segundo Sergio Madeira, da BI Consultores Associados, especialista no setor.

""Imagine se uma empresa estrangeira vai vir, investir, e esperar quase quatro anos sem conseguir importar, sem emitir uma nota fiscal"", diz.

""É bom deixar claro que isso não é só uma questão burocrática. A medida foi adotada por questão de risco à saúde pública. Para que possamos avaliar que tipo de produto está sendo exportado para o país""

BRUNO RIOS

gerente da Anvisa

""Seria importante que não demorasse muito para introduzir novas tecnologias no Brasil, agora que o país se tornou um polo de excelência médica""

CARLOS GOULART

presidente-executivo da Abimed

 

Link: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mercado/27448-mercado-aberto.shtml


Desenvolvido por MakeIT Informática